Dia 18 de Dezembro, realizou-se na escola a tradicional Festa de Natal. Foi um dia muito bem passado, apesar do frio que se fazia sentir lá fora, embora na Escola houvesse muito calor humano e boa disposição que fazia aquecer o ambiente.
Por volta da meia hora, teve lugar um almoço de confraternização entre professores e alunos, foi um convívio muito bom! Há também a referir que o almoço estava muito saboroso, por isso as cozinheiras estão também de parabéns!
A Festa constou de diversas actividades, designadamente, canções de Natal, várias peças de teatro e até um concerto de Natal pela Banda de S. Cipriano. Foi um momento único, inesquecível, de grande beleza, entusiasmo geral e animação. Alunos, professores e assistentes operacionais, envolvidos nestas actividades, estão de parabéns pelo dinamismo e criatividade inerentes às mesmas.
Bem haja a todos pelo maravilhoso espectáculo que proporcionaram a toda a Comunidade Educativa.
Aproveitamos para desejar um Santo Natal e um Novo Ano repleto de alegrias !

A Equipa da BEgas

Natal na BEgas


O Natal está a chegar! Época de paz e de amor! Tempo de confraternizar com a família e com os amigos! Aproveita esta altura para fazer umas leituras e para consultar o nosso blogue! Afinal de contas os livros também são nossos amigos !
Nesta quadra, vai estar exposto na BEgas um dossier com contos de Natal, e durante a festa de Natal, será aqui colocada uma caixinha, onde serão inseridas mensagens alusivas ao Natal, no âmbito do concurso “ A mais bela mensagem de Natal”.
Vem fazer-nos uma visita!
A equipa da BEgas aproveita para desejar a toda a Comunidade Educativa um Santo e Feliz Natal e um Novo ano repleto de prosperidade!

Dia internacional das pessoas com deficiência: 3 de Dezembro


O dia internacional das pessoas com deficiência é uma data comemorativa internacional promovida pelas Nações Unidas desde 1998, com o objectivo de proporcionar uma maior compreensão dos assuntos relacionados com esta temática e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar das pessoas nesta situação.
Todos devemos respeitar as pessoas com deficiência e incentivar a sua integração plena na sociedade. Nesse sentido, foi publicado livro que se encontra na BEgas, cujo título é “Aprender com as Lendas” trata-se de um projecto muito interessante coordenado pela Professora Marisa Marado, que consiste numa compilação de lendas, elaboradas pelos alunos do Ensino Especial com a colaboração dos docentes dessa área. É um livro que deve ser lido,pois representa um contributo importante dos nossos alunos no âmbito da investigação sobre o património cultural. Temos que acreditar que todos podemos ir mais além, mesmo aqueles que têm Necessidades Educativas Especiais, desde que sejam devidamente apoiados e que queiram dar o seu melhor!
É imprescindível a tomada de consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspecto da vida política, social, económica e cultural.

A Equipa da BEgas

Dia 1 de Dezembro: dia mundial da SIDA.


No princípio da década de oitenta surgiu um novo vírus potencialmente mortal. Este vírus já matou mais de vinte milhões de pessoas nos últimos vinte anos e até hoje não foi possível encontrar nem a cura nem uma vacina para o tratamento eficaz desta doença que afecta pessoas de todas as idades e de todos os continentes.
A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que penetra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. A transmissão pode acontecer de três formas: relações sexuais; contacto com sangue infectado; de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela amamentação.
O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a replicar-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente.


A Equipa da BEgas

Livro do Mês de Dezembro



Tudo começa quando uma rapariga recebe uma carta com a seguinte questão “De onde vem o mundo?”. A partir daí, Sofia, vai encontrando no correio e no seu esconderijo, pacotes com grandes textos sobre a filosofia. Mesmo sem conhecer o seu professor, ela é uma aluna atenta. Mas, entre das suas aulas, vão aparecendo postais dirigidos a uma rapariga desconhecida chamada Hilde.
O espantoso neste livro é ver que está tudo relacionado. As aulas de filosofia, os postais recebidos em dias diferentes sempre referenciados ao aniversário de Hilde, os objectos que Sofia encontra…
A questão “Ser ou não ser” é desenvolvida nesta brilhante aventura ao longo da Filosofia aonde o que achamos real é irreal e o irreal torna-se real.
Este livro desafia todas as nossas crenças no mundo não pelo conteúdo das aulas de Filosofia, mas sim pela verdadeira história que ele contém.

Sara Carina Monteiro
12ºA nº24
A BEgas agradece à Sara pelo seu interesse na leitura dos livros da nossa Biblioteca. Deve continuar a ser uma leitora assidua!


A interculturalidade na época dos descobrimentos


De 23 a 27 de Novembro, realizar-se - á na BEgas, uma exposição subordinada ao tema” A interculturalidade na época dos Descobrimentos", organizada pelo Departamento de Ciências Sociais e Humanas , nomeadamente o grupo de História, com a colaboração dos alunos do 8º ano .
Trata - se de uma exposição bastante interessante que todos devem visitar, pois os descobrimentos foram e são um marco de referência muito importante na nossa história.

A Equipa da BEgas

Dia Internacional dos Direitos da Criança: Dia 20 de Novembro


Neste dia poderia falar de como são lindas e maravilhosas as crianças e que há muito a fazer por elas. Mas só isso não é suficiente!
A Declaração Universal dos direitos da criança existe e foi ratificada pelas nações unidas em 1989.
A Convenção contém 54 artigos e assenta em quatro pilares fundamentais:
• a não discriminação, que significa que todas as crianças têm o direito de desenvolver todo o seu potencial – todas as crianças, em todas as circunstâncias, em qualquer momento, em qualquer parte do mundo.
• o interesse superior da criança deve ser uma consideração prioritária em todas as acções e decisões que lhe digam respeito.
• a sobrevivência e desenvolvimento sublinha a importância vital da garantia de acesso a serviços básicos e à igualdade de oportunidades .
• a opinião da criança que significa que a voz das crianças deve ser ouvida e tida em conta em todos os assuntos que se relacionem com os seus direitos.
Sendo assim, não se entende como ainda morrem diariamente e em todo o mundo, tantas crianças com fome e maus tratos. Vale a pena reflectir sobre esta problemática!
A Equipa Pedagógica e os alunos da turma do PIEF- CEF - Geriatria, elaboraram cartazes referentes a esta temática. Os alunos procederam ainda à leitura expressiva de um conto alusivo à data.

A Equipa da BEgas, como é habitual, esteve presente !

Novos livros na BEgas


Chegaram, na passada semana à BEgas, novos livros! Depois de diversos pareceres da RBE (Rede de Bibliotecas Escolares), foi emitido uma decisão final favorável à aquisição dos referidos livros, de acordo com os parâmetros já estabelecidos.
Trata-se de obras muito interessantes, poderei mesmo afirmar as últimas novidades no âmbito da literatura nacional e internacional. Nomeadamente: “Caim” de “José Saramago”, “A sombra do que Fomos” de “Luís Sepúlveda”, “Vai aonde te leva o teu coração” de “Susanna Tamaro”, “O Bando dos Quatro” de “João Aguiar” e ainda a colecção de “Robert Muchamore”, destacando-se “A Seita” o “Recruta” o “Golpe”, e o “Traficante, entre muitos outros. Além disso há também livros novos referentes às diversas áreas, só vendo, e garanto que vale a pena ver e depois ler.
Os livros são uns companheiros fiéis e dedicados, sempre prontos a fazem-nos companhia! Já agora, e que tal fazer uma visita a estes novos amigos, que acabaram de chegar?! Não percam tempo!

A Equpa da BEgas

Concurso: Quadras de S. Martinho

Após uma análise das quadras alusivas ao S. Martinho, elaboradas pelos alunos do 7º ano, a equipa da BEgas, considerou que estão todos de parabéns pelo bom trabalho que realizaram, mas concursos são concursos e foi preciso escolher. Foram seleccionadas as seguintes:


Pelo fumegar do lume
assei uma castanhinha.
É para que todos perceberem
como encho a barriguinha.

Carla Duarte, nº3- 7º B




S. Martinho está a chegar,
lareira vou acender
para castanhas assar
e contigo as comer

Andreia Cardoso, nº 2 – 7ºC

Turmas dos 7ºanos visitadas pelo S. Martinho.


Foi uma agradável surpresa.
No dia 12 de Novembro, as turmas B e C do 7º ano, na aula de Língua Portuguesa, puderam assistir a uma verdadeira obra de arte que pretendeu dar continuidade ao património oral: os alunos do projecto “Mais Cincos” surpreenderam as respectivas turmas com uma peça de fantoches sobre a lenda de S. Martinho. Alegria e diversão foram sentimentos vividos por todos.
Desta forma, foi possível verificar o importante contributo daquele projecto nas aprendizagem dos alunos.
Artigo elaborado pelos alunos das turmas B e C do 7º ano.

Dia 17 de Novembro: Dia do Não fumador

Todos temos consciência dos malefícios do tabaco, porém alguns, poderíamos mesmo dizer muitos, persistem no erro e continuam a fumar. Não têm força de vontade suficiente para parar e depois arrependem-se mas quando reparam no mal que fizeram a si próprios durante uma vida inteira já é tarde de mais! E como diz a voz do povo “ De arrependidos anda o inferno cheio”.
Devemos reflectir sobre esta questão, pois o vício escraviza, aliena e tira a liberdade. Os fumadores apanham chuva, frio, tudo por causa de um cigarrinho para descontrair...basta passar junto ao portão desta escola e de muitas outras para observar tal situação.
Não levem a mal caros amigos, não pretendemos dar conselhos, apenas alertar para que tenham cuidado porque a saúde é o tesouro mais precioso que possuímos!

Dia 16 de Novembro: Dia Nacional do Mar


No dia 16 de Novembro comemora-se o dia Nacional do Mar. A BEgas não podia ficar indiferente a data tão importante.
A Professora Maria de Deus e a Professora Ana Margarida com a colaboração dos alunos do 7º e 8º anos, organizaram uma exposição alusiva a esta temática, promovendo mais uma vez a articulação do trabalho da BEgas com os Departamentos Curriculares.
“O Mar veio visitar-nos”, só faltaram as ondas com a sua beleza incomensurável! No entanto, não foram esquecidos detalhes importantes relacionados com o Mar, desde búzios a redes de pesca, cestas com peixes e até uma peixeira foi improvisada para o efeito.
Vale a pena visitar a exposição !

A Equipa da BEgas

Dia 14 de Novembro - Dia dos diabéticos

A diabetes é uma doença crónica. É necessária uma dieta equilibrada para evitar esta doença. Tendo em conta que a saúde é fundamental, devemos preservá-la e ter muito cuidado com a alimentação.
Indo de encontro a estas ideias e para quem quiser aprofundar o assunto, estão expostos na BEgas cartazes elaborados pelos alunos, assim como desdobráveis provenientes do Centro de Saúde contendo informações sobre esta patologia.

A Equipa da BEgas

Dia 11 de Novembro - Dia de S. Martinho



Estamos em Novembro, tempo de Outono, de castanhas e dos tradicionais magustos. Mas falando em magustos, não nos podíamos esquecer de S. Martinho, vigoroso soldado que repartiu a sua capa com um mendigo, num acto de generosidade que o tornou célebre! Quem não conhece a lenda que lhe está associada? E os provérbios relacionados com esta época? Sendo assim, tendo em conta a riqueza do património histórico cultural desta região, foi efectuada uma recolha de provérbios alusivos à data. Os alunos do 7º B e C e do 9º A ,elaboraram trabalhos, designadamente quadras e provérbios que foram colocados num dossier que se encontra exposto na biblioteca.

A Equipa da BEgas não se poderia esquecer desta comemoração.

Dia 31 de Outubro - Dia Mundial da Poupança


O Dia mundial da Poupança foi estabelecido em 1924, durante um congresso de Economia na Itália.
Já Platão dizia “ A pobreza não surge da diminuição dos bens, mas da multiplicação dos desejos” .
Todos sabemos que é imprescindível saber poupar e nos tempos de crise o apelo à Poupança é inevitável. Mas se quiser aprender mais sobre poupança, a BEgas deve visitar nos próximos dias 3 e 4 de Novembro e ver com atenção a exposição sobre esta temática que inclui cartazes, leitura e análise de textos etc. Esta exposição é promovida pelo Departamento de Ciências Sociais e Humanas, designadamente o grupo de Economia com a preciosa colaboração dos alunos do 11º B e 11ºC.
“ Poupar é assegurar o Futuro”
A Equipa da BEgas

Livro do Mês (Novembro)



Recomendo este livro de Gabriel García Márquez porque nos faz pensar sobre o que é a sociedade de hoje em dia, como a comunidade se comporta, quando se sabe que algo de mal vai acontecer a alguém que conhecem, mas não ajudam porque têm “telhados de vidro”.

Logo de inicio o autor do livro anuncia-nos a morte de Santiago Nasar, já sabemos que isso é certo, mas essa revelação em nada diminui a curiosidade da sua leitura.

A história foca-se numa pequena cidade da Colômbia. Todos se preparam para o casamento entre Bayardo San Roman e Ângela Vicário, mas durante a cerimónia descobre-se que Ângela Vicário não era virgem, facto que a desonrava. Quando a noiva é devolvida a casa dos pais, a mãe esbofeteia-a até ela confessar que foi Santiago Nasar que a desonrou. Pedro e Pablo Vicário, irmãos de Ângela Vicário, vão à procura de Santiago Nasar para o matar.

O mistério do livro é quem desonrou Ângela Vicário, visto que ela mentiu para proteger alguém que ela amava.

A Equipa da BEgas agradece a colaboração da aluna Stephanie Soares Coutinho, do 11ºA, Nº 21, pela sugestão disponibilizada no que concerne ao livro do mês e aproveita a oportunidade para convidar todos os leitores a procederem da mesma forma, emitindo o seu parecer, no próximos meses, sobre os livros que já leram.

Dia 30 de Outubro: Halloween

No dia 30 de Outubro, comemora-se na Escola o dia do Halloween.
Este costume tem origem na tradição celta, que marcava a época das colheitas, o fim do verão e o início das actividades de Inverno.
A noite de Halloween era considerada uma noite mágica, um momento de transição, quando os mortos chamavam os vivos e as criaturas sobrenaturais coexistiam com os seres humanos.
A BEgas resolveu também colaborar e “vestiu-se a rigor” num momento único, assustador e mágico!

A Equipa da BEgas.

Dia 26 de Outubro: Dia Internacional das Bibliotecas Escolares


Tal como é designado pelo Manifesto da IFLA/UNESCO, a Biblioteca Escolar deve desenvolver nos alunos competências a nível de aprendizagem, tecnologias de informação e literacia que lhes estimule a imaginação e que permita formar cidadãos responsáveis.
A Biblioteca deve ser um espaço físico agradável e confortável. Parafraseando Henri Miller (1987)” Sentar-se e desfrutar a leitura de uma obra é como ocupar um lugar no paraíso”.
“ A Biblioteca Escolar existe numa tentativa de aproximar o aluno do livro e o livro do aluno, numa relação de permanente dialéctica e complementaridade do livro como fonte do conhecimento e do prazer.” (Gama, 2001, p 718)
A Biblioteca Escolar é um espaço privilegiado no âmbito da promoção da leitura. Tem por objectivo fazer leitores, proporcionando-lhes uma grande variedade de textos e momentos de partilha e reflexão. Deve contribuir para o melhor uso das informações e das aprendizagens, servindo de reforço ao trabalho pedagógico, recorrendo a estratégias diversificadas, estreitando e desenvolvendo as relações com a sala de aulas.
A BEgas não podia esquecer data tão importante, desta forma contou com a preciosa colaboração dos alunos do 9º Ano, turma A, que procederam à dinamização da leitura do Conto “A Aia” de Eça de Queiroz. A Dra. Ana Pinto, Bibliotecária Municipal, disponibilizou-se para participar nestas actividades e fez também uma interessante palestra sobre a História do Livro e das Bibliotecas. Estiveram presentes alguns encarregados de educação.
Ainda neste âmbito, está disponível na BEgas um jogo alusivo a este dia, para que todos os interessados possam jogar e descobrir como funciona a Biblioteca.

Arminda Lemos

( Professora Bibliotecária)

Dia 16 de Outubro: Dia da Alimentação


No dia 16 de Outubro comemora-se o dia da alimentação. Foram afixados na Biblioteca cartazes alusivos a esta data e distribuidos aos alunos desdobráveis com informação referente a esta temática. Esta exposição foi promovida pela Professora Célia Sequeira e contou com a colaboração dos alunos do 9º ano.
A Professora Marisa Rebelo e a turma do 7ºE distribuiram panfletos sobre a alimentação por toda a comunidade educativa.
Os especialistas consideram que a chave para uma alimentação racional baseia-se no equilíbrio e na moderação.
É imprescindível que todos tenhamos em conta que uma alimentação equilibrada contribui decisivamente para a promoção de uma vida saudável, sendo assim, “Saber comer é saber viver”

A Equipa da BEgas

Dia da Escola: Dia 13 de Outubro


A Escola está em festa, celebra hoje o seu aniversário. É ainda jovem, pois completa a bonita idade de 22 anos.
No âmbito desta comemoração, estão a decorrer na escola diversas actividades, nomeadamente jogo de voleibol, torneio de Abertura do Desporto Escolar, projecção do vídeo “ Distúrbios Alimentares”e actuação do Grupo Musical da Escola.
Ao longo do dia, haverá uma feira de produtos agrícolas, uma exposição “Universidade Júnior”, assim como a venda de sandes saudáveis no bufete e ainda tendo em conta o Projecto Educação para a Saúde, uma exposição sobre o dia Mundial da Alimentação que está patente na Biblioteca.
Pelas 19h, haverá ainda um jantar de homenagem ao Professor Gabriel que foi Presidente do Conselho Executivo desta Escola durante muitos anos, designadamente desde a sua abertura.
A Equipa da BEgas não podia esquecer data tão importante.


Mês de Outubro - Mês Internacional da Biblioteca



A Biblioteca Escolar disponibiliza serviços de aprendizagem, livros e recursos que permitam a todos os membros da comunidade escolar tornarem-se pensadores críticos e utilizadores efectivos da informação em todos os suportes e meios de comunicação. As Bibliotecas Escolares articulam-se com as redes de informação e de Bibliotecas de acordo com os princípios do Manifesto da Biblioteca Pública da Unesco.
A equipa da Biblioteca apoia a utilização de livros e outras fontes de informação, desde obras de ficção a obras de referência, impressas ou electrónicas, presenciais ou remotas. Estes recursos complementam e enriquecem os manuais escolares e os materiais e metodologias de ensino.
Aos utilizadores que por qualquer razão não possam utilizar os serviços e materiais comuns da biblioteca, devem ser disponibilizados materiais específicos, casos de alunos com Necessidades Educativas Especiais.
O acesso aos serviços e fundos documentais deve orientar-se pela Declaração Universal dos Direitos e liberdades do Homem, aprovada pelas Nações Unidas, e não deverá ser sujeito a nenhuma forma de censura ideológica, política ou religiosa ou a pressões sociais.
Citando Isabel Veiga “ A biblioteca escolar deve ser um lugar onde todos encontrem registos de memória da escola e do seu meio envolvente. Cada biblioteca deverá tornar-se um núcleo de vida da escola, atraente, acolhedor e estimulante, para que os alunos se sintam num ambiente que lhes pertence e se habituem a considerar o livro e a informação como necessidades do dia – à – dia” (Veiga, 1997)
A Biblioteca Escolar é parte integrante do processo educativo.


Professora Arminda Lemos

5 de Outubro - Implantação da República














Em 5 de Outubro de 1910, foi implantada a república portuguesa. A República foi proclamada nos Paços do Concelho (a Câmara Municipal) em Lisboa. A importância deste facto foi tal que se decidiu que essa data fosse um dia feriado.
O último rei foi D. Manuel II que partiu para Inglaterra com a restante família real, ficando aí a viver no exílio.
O primeiro presidente foi Teófilo Braga, mas foi apenas presidente do Governo Provisório até às eleições, onde foi eleito como primeiro Presidente da República Portuguesa Manuel de Arriaga.
A BEgas não podia esquecer dia tão importante e resolveu fazer uma exposição alusiva à data, onde está inserida uma lista com o nome de todos os Presidentes da República Portuguesa, para que os mais jovens, regressem ao passado e conheçam estes vultos da nossa história.


A Equipa da BEgas

Dia Internacional do Professor - Dia 5 de Outubro


Comemorou-se ontem dia 5 de Outubro, o dia Internacional do Professor. É uma data digna de se fazer referência.
Todos nós recordámos os nossos professores, alguns foram mais do que simples docentes, foram uns companheiros, uns verdadeiros amigos. Ensinaram-nos com empenho e dedicação!

A Equipa da BEgas

Bibliopaper- Correcção

_____
Bibliop@per


1- Requisições:
• Qual o número de obras que é possível requisitar? Duas obras

• Durante quantos dias podes requisitar um livro para consultares/leres em casa? Oito dias
• Se não leres o livro todo, é possível renovar a requisição? Sim

2- Qual é a editora do livro “ Sempre do teu lado”? Editora Verbo

3- Qual a editora da colecção “Pintar e Desenhar”? Editora Alfa

4- Quais são as autoras da colecção “ Uma aventura…”’? Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

5- Qual a estante onde encontras a obra “ História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar” de Luís Sepúlveda? Estante oito - Literatura Portuguesa

6- Por quantos volumes é constituída a “Grande Enciclopédia Luso - Brasileira”? 23 volumes

7 - Qual o país que é referido na página 530 da “ Enciclopédia Geográfica” das Selecções do Readers Digest? Portugal
8- Procura e transcreve o significado da palavra “ leitura” no Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora ( 6.ª edição)

Acto ou efeito de ler; o que se lê; arte de ler; conhecimentos adquiridos pela leitura.

9.Indica o nome de dois CD´s, que encontras nesta biblioteca . Resposta livre
10- Refere o nome dos dois jornais diários presentes neste espaço.
Jornal de Notícias e o Jogo

Dia 1 de Outubro – Dia Nacional da Água




“Todos nós dependemos da água. Agora a água também dependerá de nós, das nossas atitudes e comportamentos”
A BEgas não poderia ficar indiferente a esta data, por isso realizou uma exposição com trabalhos de alunos que pesquisaram sobre este tema.
Obrigada a todos, professores e alunos pela colaboração! Contamos sempre com a vossa participação!

A equipa da BEgas

Dia 1 de Outubro: Dia Internacional do idoso

No dia 1 de Outubro comemora-se o 19º aniversário do Dia Internacional do Idoso.
Sendo a vida humana um projecto, devemos valorizar cada etapa, como momento de evolução. Envelhecer significa procurar um sentido para esta caminhada que é a vida. A terceira idade é “ um cofre de experiências acumuladas ao longo da vida”. O futuro é um tesouro que continua à disposição de todos.
É necessário cultivar a arte de envelhecer e respeitar a terceira idade. Todos países deveriam cuidar bem dos seus idosos para que todos tivessem uma melhor qualidade de vida.
Segundo estudos no âmbito da estatística, o número de idosos tem aumentado, em particular o grupo com 80 e mais anos. Na sua maioria (58,2%), os idosos são mulheres. Nos próximos 25 anos o número de idosos poderá mais do que duplicar o número de jovens. A maioria dos idosos vive com o cônjuge. Cerca de um quarto dos indivíduos dos 50 aos 69 anos de idade e que deixaram o último emprego trabalharam durante 40 a 44 anos, sendo o limite de idade de reforma obrigatória a principal razão para a reforma. 62% dos indivíduos entre os 50 e 69 anos - com pensão de reforma ou que, não recebendo, tinham direito a ela - apontaram como motivo principal para continuar a trabalhar a necessidade de ter um rendimento familiar suficiente.A proporção de idosos que utilizam computador e Internet tem vindo a aumentar.
Alguns dos nossos alunos da turma do 10ºD do curso de Animador socio-cultural,vestiram-se a rigor e brincaram para comemorarem este dia.

A equipa da BEgas


1 de Outubro - Dia Mundial da Música



“ A música penetra no mais fundo da Alma humana ”
Não importa procurar definir o que é, porque para cada um de nós a Música é sempre alguma coisa. Diferente dum esquimó para um filarmónico português, é certo, mas permitindo a comunicação entre cristão e muçulmanos, africanos e americanos, profissionais e amadores, crianças e avós.
Mesmo em povos para os quais não existe a palavra Música, e são muitos, tal é o lugar indissociável que tem nas funções que lhes dão o nome, estrutura muitos dos rituais comunitários e atravessa todo o sistema educativo. Porquê educar pela e com a Música? Platão, muito antes de qualquer técnica de marketing ou investigação musicoterapeutica, responde de forma simples: Porque a Música penetra mais fundo na alma humana.


Equipa da BEgas

Visita guiada à Biblioteca para alunos do 7º ano




Realizou-se ao longo destas duas últimas semanas, uma visita guiada à BEgas para os alunos do 7º ano.
O objectivo desta visita é dinamizar a Biblioteca, torná-la um espaço vivo, dinâmico e agradável e não “um depósito de livros”. É imprescindível inserir os alunos no espaço da Biblioteca, ensiná-los a pesquisar motivando-os para a leitura, porque os livros são “ uns amigos que nos acompanham ao longo da nossa vida”.
Sendo assim, a motivação para a leitura é o nosso objectivo primordial, pois como alguém disse um dia : “O verbo Ler e o verbo Amar não utilizam imperativos”.

Prof. Arminda Lemos

Livro do Mês(Outubro)

Uma Questão de Honra

Autor: Jeffrey Archer

Eu recomendo a leitura deste livro, porque é uma história para todas as idades que surpreende até à última página, envolve mistério e muita acção.
A história gira em torno de Adam Scott, que vê a sua vida mudar bruscamente após abrir uma carta que seu pai lhe deixou em testamento. Carta essa que lhe irá causar muito sofrimento, mas que no final valerá a pena.
A história retrata também a dor de perder alguém que se ama, a importância da amizade na vida de uma pessoa, confrontos entre vários países e sobretudo a necessidade de recuperar a honra perdida injustamente.
Quem iniciar a leitura deste livro vai ficar agarrado a ele até ao virar da última página e tenho a certeza que vai gostar tanto como eu.

Aluna: Liliana Almeida do 11ºA

Outono:Tempo das Vindimas






Com o aproximar do Outono as uvas ficam maduras. É preciso cortá-las, transformá-las no precioso néctar! Há grande azáfama nas vinhas. É tempo de vindimas! Os vindimadores trabalham arduamente! Ouvem-se cantares de alegria!

As videiras ficam tristes, despojadas dos seus preciosos frutos, mas cumpriu-se o ciclo da vinha! É assim todos os anos! E como diz o povo e com razão: “até ao lavar dos cestos é vindima”.

Nesta região do Douro de grande beleza paisagística, as vindimas são uma época digna de referência. Os turistas que por cá passeiam por estas alturas, ficam encantados com o que vêem!
O caso não é para menos, pois a natureza é prodigiosa!

Vários autores têm escrito sobre as vindimas. Apresentamos aqui uma síntese de algumas obras que se referem a esta temática,"Histórias D`Ouro o rio,os rios e os Montes edição do Ministério da Educação" A Videira ; "Oráculo Limiar" de José Amaral, Vindima; Roteiro Sentimental Douro de Manuel Mendes, Douro-A Vindima, Contos da Montanha de Miguel Torga.
Caro leitor, faça uma viagem pelo Douro vinhateiro, através da leitura.

A equipa da BEgas

Dia 21 de Setembro- Dia Internacional da Paz


Em 1981, a Assembleia Geral da ONU, proclamou o dia Internacional da Paz. Trata-se de um dia contra a violência em todo o mundo, um dia de cessar-fogo.

Desde então a ONU celebra essa data, para que as pessoas pensem na paz e façam algo em benefício desta. Seria bom que todos vivessemos em paz, que não houvesse guerra e que os conflitos se resolvessem pela via diplomática, ou seja, através do diálogo.


Prof Arminda Lemos

Livro do Mês (Setembro)


Título: O perfume – História de um assassino

Autor: Patrick Suskind
Editorial Presença 20ª Edição


Este livro conta-nos a história de um perfumista assassino que viveu no século XVIII.
O seu objectivo era criar um perfume novo, original e ideal. Trata-se de um personagem monstruoso que teve uma infância infeliz, uma vida miserável e que cometeu crimes hediondos.
Nada nem ninguém o detinha, obcecado pela busca do perfume ideal que ele considerava a forma de suprema beleza. Para obter esse perfume, ia assassinando várias mulheres de modo premeditado e cruel.
O autor conduz o leitor numa atmosfera de suspense e mistério, prendendo a sua atenção e até ao último momento. Uma história a não perder!


Coordenadora da Biblioteca: Professora Arminda Lemos

Visita guiada ao concelho





No passado dia 2 de Setembro, realizou-se na Escola a visita guiada ao concelho de Resende, para os docentes aqui colocados.
Foi uma tarde bem passada, na qual todos desfrutaram de uma magnífica paisagem. A viagem efectuou-se num autocarro gentilmente cedido pela Câmara Municipal. O percurso foi lindo e diversificado, ora por regiões montanhosas, ora por terras ribeirinhas de beleza paradisíaca.
Também não devemos esquecer a riqueza do património histórico - cultural deste concelho que está subjacente nos locais visitados, nomeadamente em S. Martinho de Mouros Cárquere , onde as lendas, as tradições e a história, andam de mãos dadas.
Esta actividade culminou com uma sessão de boas vindas no Auditório Municipal, na qual estiveram presentes o Presidente da Câmara e o Director da Escola.
Finalmente e como referência à doçaria regional, numa atitude de grande amabilidade, foram oferecidas cavacas a todos os participantes , para que sempre se recordem do primeiro dia neste lindo concelho.

A professora Arminda Lemos

Reflexão sobre práticas educativas

Os conhecimentos da Psicologia do Desenvolvimento permitem-nos não só conhecer a evolução do ser humano, bem como caracterizar as etapas do desenvolvimento com as suas especifidades e semelhanças.Há teorias que consideram a aprendizagem como resultado de um processo genético a nível físico e mental e o papel do meio ambiente é secundário. Outros consideram que a aprendizagem sofre influência directa do meio ambiente. Porem actualmente preconiza-se que a aprendizagem é o resultado da interacção entre o sujeito e os objectos através da alteração e modificação de estruturas cognitivas, que irão permitir uma progressão de estádios de desenvolvimento.
Sendo assim, espera-se que o professor seja um mediador entre o indivíduo e os objectos devendo dinamizar, orientar e coordenar os processos de aprendizagem. Quando numa turma, nos aparece um caso complexo é pertinente considerar o desenvolvimento físico, cognitivo e social do aluno em questãoO aluno problemático é quase sempre proveniente de uma família disfuncional e de um contexto sociocultural desfavorecido. Temos que entender que o binómio hereditariedade/ meio é muito importante para que possamos conhecer o individuo e as suas estruturas cognitivas.
O contexto socioeconómico e sociocultural influenciam de forma directa o comportamento do ser humano. De acordo com o modelo transaccional, o individuo e o meio são partes integrantes de um sistema dinâmico. O individuo afecta o meio e recebe influência deste. Há que salientar a importância dos contextos imediatos: a escola, a família, e os vizinhos, analisados como sistemas dinâmicos. Na escola, a criança interage com os seus pares, a criança é vista como um microssistema. Também é relevante a relação entre a família e a escola, estamos no âmbito do mesossitema O local de trabalho dos pais também influencia a criança. Cada vez mais se nota o “peso” dos mass-média na formação do indivíduo, isso é um exossistema As políticas governamentais também intervêm no sistema educativo e por vezes fragilizam-no, está aqui subjacente a ideia de macrossistema. Todos sabemos que o processo educativo é por excelência um espaço de interacções, como já referi anteriormente, a criança vai interagir com os seus pares e com os adultos. As formas duradouras de interacção estão intimamente ligadas aos processos proximais. Exemplo disso são as relações entre os pais e a criança e as relações que as crianças estabelecem com outras crianças. De acordo com o modelo ecológico de Bronfreenbrenner a interacção tem que acontecer numa base regular em longos períodos de tempo.
Por exemplo, um docente que esteja muitos anos numa escola vai conhecer melhor os seus alunos e poder trabalhar melhor com eles. Dai como todos já sabemos é primordial a estabilidade do corpo docente de forma a que possa haver confiança mútua e reciprocidade entre professores e alunos. Pois é necessário despender muito tempo para que estes intervenientes no processo educativo se conheçam devidamente.Também considerei importante para a prática educativa , a análise das etapas do desenvolvimento cognitivo, pude constatar que apesar de trabalhar com adolescentes, do ponto de vista cognitivo, há uma discrepância enorme, como eu já imaginava, entre a idade mental e a idade cronológica, as crianças com NEE que eu tenho vindo a acompanhar não conseguem sequenciar uma história, o pensamento é governado pela aparência e não pela necessidade lógica. Desta forma isto pode nos auxiliar a arranjar estratégias mais diversificadas para chegar até estes alunos e motivá-los. Também achei importante saber que as crianças que apresentam dificuldade em exprimir-se adequadamente, podem ter tendência a desencadear um comportamento agressivo.Penso que as crianças com dificuldades de aprendizagem ou com distúrbios hiperactivos, por vezes perturbam o bom funcionamento das aulas porque não conseguem estar concentradas, e querem que lhes dêem atenção. É importante conversar com eles e incutir-lhes confiança, atribuindo-lhes tarefas simples que eles sejam capazes de realizar de forma a que se sintam verdadeiramente integrados.
Professora Arminda Lemos

Arranque Ano Lectivo 2009-2010

Na passada sexta feira, dia 11 de Setembro procedeu-se ao início do ano lectivo, nesta data foi também comemorado o Dia dos Diplomas, com a entrega dos diplomas aos alunos que mais se destacaram no ano lectivo transacto.
Estiveram presentes várias entidades ligadas à autarquia e ao ministério da educação, entre as quais o Presidente da Câmara, a vereadora da cultura, O Director da Escola e uma representante da Equipa de Apoio às Escolas do Douro – Sul.
Os alunos estavam entusiasmados como é habitual no inicio de cada ano lectivo.
Esperamos que no corrente ano todos se empenhem no sentido de obterem bons resultados e que o sucesso escolar seja uma meta por todos atingida.
Mais uma vez a BEgas esteve presente neste evento e deseja a toda a comunidade educativa um bom ano lectivo.
A Cordenadora da Biblioteca: Professora Arminda Lemos

Dia Internacional da Literacia


O dia 8 de Setembro foi designado como o dia Internacional da literacia.
Segundo definição da Unesco, literacia é a capacidade para identificar, compreender, interpretar, criar, comunicar e usar as novas tecnologias de acordo com diversos contextos.
A leitura e a literacia são como um projecto de vida na educação dos jovens para a cidadania e para a sua integração na sociedade.
É nos países anglo-saxónicos que surge pela primeira vez o termo literacia; em Portugal tínhamos o termo “ literato” e “ letrado”, mas ambos estão associados ao conhecimento literário.
Este novo conceito também se distingue do que se entende por “alfabetização”. Enquanto este se refere ao facto de se ser ou não iniciado na escrita, tendo adquirido um conhecimento “ estável” ou estático, aquele que tem um significado mais amplo, reenviando às capacidades de utilização da língua escrita, tratando-se de um conhecimento em permanente construção.
(…) Ser capaz de ler não define a literacia no complexo mundo de hoje. O conceito de literacia inclui a literacia informática, a literacia do consumidor, a literacia da informação e a literacia visual. Por outras palavras, os adultos letrados devem ser capazes de obter e perceber a informação em diferentes suportes. Além do mais, compreender é a chave. Literacia significa ser capaz de perceber bem ideias novas para as usar quando necessárias. “Literacia significa saber como aprender.” (Stripling,1992).
A Biblioteca pode ser o espaço privilegiado para a concretização desta escola do século XXI que forma futuros adultos leitores e consumidores críticos de informação. Podemos afirmar, apesar de todas as falhas que ainda existem a vários níveis, que o acesso à informação é hoje cada vez mais facilitado, graças aos computadores e em particular à internet.
Alarga-se assim o conceito de leitura a tarefas mais específicas e complexas. De acordo com a definição de literacia da O.C.D.E., Inês Sim Sim sublinha a importância da leitura.
“Ler hoje é fundamentalmente aceder ao conhecimento através da reconstrução de informação contida no texto, o que implica uma íntima e permanente interacção entre o leitor e o texto. O leitor tornou-se num construtor de significado e a leitura transformou-se na porta de acesso ao conhecimento” (Sim-Sim-1993).
Hoje em dia, para além da leitura tradicional, podemos considerar uma nova dimensão na leitura e da literacia, a literacia digital que surgiu com o aparecimento das novas tecnologias e está cada vez mais a ser utilizada. Vivemos numa sociedade informatizada, sob a égide do paradigma digital.

Professora: Arminda Lemos

A HORA DOS POEMAS NO C.A.O. DE RESENDE

Mais um momento que valeu a pena partilhar com o C.A.O. de Resende.
Os “Poemas da Mentira e da Verdade” de Luisa Ducla Soares foram apresentados na Instituição Portas P´ra Vida pela Margarida, Tiago, Carlos e pelos alunos do 11ºB. Acompanharam os discentes os professores Carla Pimentel, Ana Paula Caiado e Rui Braguês.

video

EXPOSIÇÃO: "DIA DO AMBIENTE"



No dia 5 de Junho comemorou-se o Dia do Ambiente.
A BEgas recebeu uma exposição que resultou de uma parceria do grupo de Geografia e do Projecto Eco-Escolas. O C.A.O. de Resende também colaborou nesta exposição.
Procurou-se sensibilizar para a reutilização dos materiais e criação de novos objectos. Assim, como para os problemas que afectam o meio ambiente.







EXPOSIÇÃO: "DIA MUNDIAL SEM TABACO"


No dia 28 de Maio, um grupo de alunos do 9ºC, procedeu à exposição dos trabalhos realizados durante as aulas de área de projecto na biblioteca da nossa escola.
A realização dos trabalhos aconteceu no âmbito da Comemoração do Dia Mundial Sem Tabaco.
Foram afixados cartazes com as principais doenças associadas ao consumo do tabaco, constituintes do tabaco e mensagens de apelo ao não consumo. Para além de cartazes, utilizaram-se rolos de papel higiénico para simbolizar cigarros cada um deles com uma frase alusiva ao tema. Utilizaram-se também caixas de cereais vazias que foram forradas para simular o maço de tabaco, ideias que surgiram para associar a sensibilização à reutilização de materiais.

Professora, Célia Sequeira







EXPOSIÇÃO: "JOGOS DE MATEMÁTICA"


A BEgas recebeu mais uma educativa e interessante exposição: os professores do grupo de matemática reuniram vários jogos de raciocínio e treino mental como, o tangram, o solitário, o ouri e tantos outros.




As peças do tangram foram recortadas em relva sintética desenhando formas no chão da Biblioteca.

A HORA DOS POEMAS

A BEgas viveu mais um momento de leitura partilhada. Desta vez foram trabalhados os “Poemas da Mentira e da Verdade” de Luísa Ducla Soares.
A Professora Carla dinamizou com a Margarida, o Tiago, o Micael e o Carlos, aos quais se juntaram alguns alunos do 11ºB, uma pequena apresentação animada de poemas muito divertidos.
O Alecrim (Margarida) foi o apresentador da peça poética; o Malaquias (Tiago), o Xavier (Carlos) e o Casimiro (Micael) declamaram os alegres poemas. A Vera, a Susana, a Sandra, o Antoni e o André foram os “colaboradores” dos nossos artistas.
No final os espectadores também leram e apresentaram a sua interpretação de alguns dos textos.

Ler, partilhar, aprender, descobrir, divertir, conviver… uma hora de magia.


EXPOSIÇÃO: "5 DIAS, 5 CONTINENTES"



A BEgas entrou na viagem pelos 5 continentes dinamizada pelo grupo de Geografia, no âmbito da comemoração do Dia da União Europeia.

A viagem começou no Polivalente onde foram “estendidos” mapas de cada continente com a respectiva divisão administrativa, as bandeiras, cartazes informativos. Uma mesa recheada de panfletos turísticos de vários países entusiasmou os alunos na procura de mais conhecimento.
A descoberta dos 5 continentes continuou na Biblioteca e no espaço dedicado às exposições criou-se um pequeno mundo de objectos/artesanato típico de alguns países, uma mistura de culturas que deixaram fascinados os visitantes. Curiosidades como o bilhete de identidade de todos os países do mundo e mais panfletos turísticos levaram-te numa viagem de cultura e saber.

As professoras,
Adelaide Jesus e Carla Pimentel

INAUGURAÇÃO DA BEgas

Era uma vez… uma biblioteca velhinha que ansiava por um novo projecto, que a tornasse mais jovem, mais atractiva e mais moderna… o sonho concretizou-se… a Biblioteca da Escola Secundária Dom Egas Moniz entrou na Rede de Bibliotecas Escolares… uma renovada BEgas nascia. A remodelação começou: um espaço mais amplo, mais convidativo, equipamentos novos, mais comodidade, mais serviços, mais livros.

O dia 8 de Maio chegou… na inauguração da Biblioteca Escolar, estiveram presentes o presidente do Conselho Executivo da Escola Dom Egas Moniz, o presidente da Câmara Municipal de Resende, o representante da DREN para as Bibliotecas Escolares e representantes da Equipa Educativa Douro Sul que teceram palavras de elogio, de incentivo e de orgulho relativamente à persistência e ao trabalho desenvolvido pela Equipa da Biblioteca. Participaram nesta celebração a Vereadora da Cultura, a Coordenadora da Biblioteca Municipal e representantes das Bibliotecas Escolares, dos Conselhos Executivos das Escolas de Resende e do Seminário Menor de Resende.

Um momento de leitura… os alunos do 7ºD, acompanhados por alguns professores, procuraram promover a leitura partilhada apresentando o conto “O Príncipe com Orelhas de Burro” de Luísa Ducla Soares. Procurou-se um envolvimento de e com palavras, onde os discentes se assumiram como pequenos encenadores de uma história divertida, transmitindo a beleza e o entusiasmo da leitura.

É tempo de recordar… a alma da Biblioteca foi apresentada num filme que cativou a plateia mostrando alguns dos trabalhos desenvolvidos, os colaboradores e momentos divertidos. De seguida o Hélder (11ºB) transmitiu-nos com o seu belíssimo poema emoções: “(…) Sorrimos! Pintamos! Sentimos! Acalmamos! Compreendemos! Incentivos! Para ti Begas, estas palavras poucas, os nossos sorrisos. Obrigado, Begas!”

O momento mais esperado…a entrada no espaço renovado da Biblioteca onde convidados, professores e alunos foram recebidos com doces palavras: rebuçados envolvidos por palavras, citações que comunicavam, saberes, vivências. Um murmúrio de boas sensações, os olhares cúmplices sentiram-se neste espaço que encantou.

Não recordamos saudosos o passado, voltamo-nos para o futuro… e porque LER é saber mais, incentivamos a leitura e promovemos a frequência deste espaço maravilhoso que é a nossa Biblioteca.


Prof. Carla Pimentel

video

FEIRA DO LIVRO USADO



Realizou-se entre os dias 21 e 25 de Abril a Feira do Livro Usado, organizada pela Câmara Municipal de Resende em parceria com as bibliotecas escolares do concelho, tendo por objectivo a promoção do livro e da leitura, a par do enriquecimento dos fundos das bibliotecas escolares envolvidas. As bibliotecas escolares recolheram junto de alunos, encarregados de educação, professores, funcionários e demais colaboradores, ofertas de livros técnicos, científicos, romances, contos, banda desenhada, poesia e outros géneros literários. Os livros colocados à venda a preços acessíveis reverteram na sua totalidade para a compra de novos fundos documentais para as bibliotecas escolares.
O evento teve lugar no espaço do Museu Municipal de Resende e o seu programa de actividades contemplou actividades diárias abrangendo todos os níveis escolares, desde o pré-escolar ao 12º ano, com dramatizações, horas do conto, sessões de leitura, debates sobre os livros e a leitura, encontro com escritor, visionamento de diapositivos sobre o trabalho das bibliotecas, teatro de marionetas e ainda uma exposição colectiva sobre o tema “Olhares sobre a Liberdade”.
Visitaram a feira cerca de 60 turmas e embora o principal objectivo fosse o trabalho de colaboração entre as bibliotecas escolares, poder-se-á considerar que, em termos comerciais, o evento superou as expectativas, uma vez que foram vendidos 441 livros.


A iniciativa visou essencialmente a consolidação de projectos concelhios de leitura e a dinamização das bibliotecas escolares, valendo sobretudo pela primeira experiência de trabalho de equipa concelhio nesta área.


Dra Ana Maria Pinto

O MEU LIVRO


Novos Contos da Montanha – MIGUEL TORGA

Miguel Torga é o pseudónimo adoptado pelo médico Adolfo Correia da Rocha para assinar a sua vasta obra literária. Nasceu a 12 de Agosto de 1907, em S. Martinho de Anta – Vila Real. Depois de tirar as primeiras letras, entra em 1918, no Seminário de Lamego, para fazer os estudos do liceu, mas como não se adaptou ao colégio, saiu depois de um ano e partiu para o Brasil, com apenas 13 anos, para trabalhar na fazenda de café de um tio. Regressa a Portugal, em 1925 e, em 1928, matricula-se na Universidade de Coimbra, em Medicina, fazendo a sua estreia no mundo literário com o livro de poemas “Ansiedade”. Durante os anos da Universidade, liga-se ao grupo da Revista Presença. Como era uma pessoa de temperamento muito independente, por volta de 1930 afasta-se do grupo, por considerar haver imposição de limites à liberdade de criar. No ano de 1939, casa-se com a belga Andrée Crabbé, que leccionava na Universidade de Lisboa. Algum tampo depois, a sua esposa é proibida de leccionar, por motivos políticos. Torga chegou a ter alguns dos seus livros apreendidos, porque até antes do “25 de Abril de 1974” manifestou-se abertamente contra a ditadura de Salazar. Faleceu em Coimbra, no dia 17 de Janeiro de 1995.
É o autor da obra “Novos Contos da Montanha” que vos sugiro como proposta de leitura, contendo a mesma 22 pequenos contos, dos quais destaco “Fronteira”, ”Natal” e “Alma-Grande”, onde sobressai a luta árdua e difícil de homens que lutam pela perpetuação da sua existência.
Miguel Torga retrata nesta obra as crenças, as superstições, a religião e a dureza de uma realidade distante de nós, de pessoas que lutam pela sobrevivência num ambiente de guerra, utilizando o imaginário e o sonho como forma de continuarem e para acreditarem na esperança de um dia melhor. Miguel Torga provem de Trás-os-Montes e conhece muito bem a realidade contada na história, pois nasceu, cresceu com ela, teve a mesma linguagem que as suas personagens e partilhou das suas memórias e sentimentos.
Esta obra pretende ser uma celebração do não esquecimento dos mais desfavorecidos da sociedade, nomeadamente os pastores, os pedintes, os criminosos, as mulheres perdidas, onde o amor, a festa, o vinho, a violência e a morte se misturam, de forma a alterar percursos, a destruir sonhos e a traçar novos rumos.
A arte de narrar deste autor anda muito próxima da fala das personagens. Às vezes, o erudito escritor parece fazer-se substituir por um falador rústico, tipicamente serrano, e não faltam as metáforas, as prosopopeias, a oralidade e a simplicidade que transmitem ao seu estilo harmonia e graça.

O Professor, António Loureiro

CAÇA AO LIVRO


A BEgas participou na "Caça ao Livro" promovida pelo 8ºC.

Boas leituras aos vencedores.

25 DE ABRIL

Os professores de História com a ajuda das turmas do 9º ano, não deixaram passar em claro a data da Liberdade, o 25 de Abril. Assim, organizaram uma exposição alusiva ao tema e irão projectar, no dia 24 de Abril, o vídeo "Capitães de Abril".


Poema lembrado pela turma A do 9º ano:

"Foram dias foram anos a esperar por um só dia.
Alegrias. Desenganos. Foi o tempo que doía
com seus riscos e seus danos.

Foi a noite e foi o dia
na esperança de um só dia."

Manuel Alegre



Sugestões da Biblioteca para ficares a conhecer melhor a revolução do 25 de Abril:


video

LIVRO DO MÊS DE ABRIL: "O 25 DE ABRIL CONTADO ÀS CRIANÇAS... E AOS OUTROS"


O 25 de Abril Contado às Crianças... e aos Outros é uma obra de José Jorge Letria.

José Jorge Letria nasceu em 1951 em Cascais. Frequentou os cursos de História e de Direito e é pós-graduado em Jornalismo Internacional.
Iniciou-se no jornalismo no “Diário de Lisboa”, colaborando no suplemento «A Mosca» e trabalhou depois em outros jornais.
Como cantor, gravou o seu primeiro disco em 1968, «História de José sem Esperança». Colaborou posteriormente com José Mário Branco e Zeca Afonso entre outros.

José Jorge Letria publicou dezenas de livros em diversas áreas: poesia — Mágoas Territoriais (1973), Cantos de Revolução (1975), Coração em Armas (1977), Navegador Solitário (1980), O Desencantador de Serpentes (1984), Íntimo das Ondas (1988), Cesário: Instantes da Fala (1989), Corso e Partilha (1989), Percurso do Método (1990), A Sombra do Rei-Lua (1990), Os Oficiantes da Luz (1991), A Bagagem Imaterial do Voo (1991), Oriente da Mágoa: Pranto de Luís Vaz (1992), Actas da Desordem do Dia (1993), O Fantasma da Obra (1993, recolha antológica com reflexos frequentes da experiência revolucionária de 1974); aforismos — Zen Ocidental (1998); ficção — Uma Noite Fez-se Abril (1999); obras de literatura infantil — Histórias do Arco-Íris (1981), Pelo Fio de um Sonho (Prémio Gulbenkian para o Melhor Texto de Literatura para Crianças), O 25 de Abril Contado às Crianças... e aos Outros (1999, com ilustrações de João Abel Manta) e Capitães de Abril (1999); peças de teatro — Das Tripas Coração (1981), Papão e o Sonho (1985) e Azul de Delft (1993) e A Noite de Anões, 1999; de entre os ensaios destacam-se A Canção Política em Portugal (1978) e Os Amotinados do Vento (1993). Em 2000, publica Um Amor Português o seu primeiro romance, inspirado nas cartas de dois amantes da corte de D. João V, seguiu-se Beatles Contados aos Jovens (2001) e Os Mares Interiores (2001)
O reconhecimento pela sua obra é notória tendo sido distinguido com importantes prémios literários nacionais e internacionais. É um dos mais destacados nomes da literatura infanto-juvenil.

Neste domínio apresentamos “O 25 de Abril Contado às Crianças... e aos Outros”.
José Jorge Letria publicou esta obra aquando das comemorações dos vinte e cinco anos da Revolução dos Cravos.
“O 25 de Abril Contado às Crianças... e aos Outros” e composto por oito capítulos - intitulados «I - Para que não esqueças Abril», «II - Era uma vez uma guerra», «III - As palavras proibidas», «IV – O Sol para além das grades», «V – Este parte aquele parte», «VI – “Lá vamos cantando e rindo”», «VII – O Poder e a forma como funcionava» e «VIII – Um dia que abalou a história».
Esta obra apresenta um carácter essencialmente formativo destinada a um público com conhecimentos restritos do 25 de Abril de 1974 permitindo uma viagem ao passado da Guerra Colonial, da Censura, da PIDE / DGS, do governo ditatorial, dos presos políticos, da emigração e do dia da «viragem na nossa História do século XX».


«Eu tenho a certeza que em casa ou na escola já te falaram do 25 de Abril, mas não sei o que te disseram sobre o seu significado e a sua importância para a vida de Portugal. É por isso que vou contar-te esta história. Uma história pessoal como todas as histórias, mas que envolve muito do que é a minha memória sobre esse dia e sobre tudo aquilo a que ele veio pôr fim.»
José Jorge Letria


Não te esqueças!
Ler um livro é … encontrar um amigo.

A Professora, Ana Paula Caiado

EXPOSIÇÃO: ROSA-DOS-VENTOS

A BEgas recebeu mais uma criativa exposição, desta vez o tema foi a Rosa-dos-Ventos.
Este ano um desafio diferente: uma Rosa-dos-Ventos por turma. Os professores em conjunto com os seus alunos imaginaram, desenvolveram e criaram uma Rosa-dos-Ventos a partir de uma base igual para todas as turmas. O objectivo era o de envolver professores e alunos num trabalho conjunto… o resultado está à vista:

video


Parabéns a todos os participantes.

As professoras de Geografia,
Adelaide Jesus e Carla Pimentel

PÁSCOA FELIZ

A BEgas deseja uma Boa Páscoa a toda a Comunidade Educativa...




... e apresenta algumas sugestões de leitura:

EXPOSIÇÃO: "MUSEU DA INFORMÁTICA"


O Curso Profissional de Informática e Gestão (10ºC) realizou uma exposição intitulada “Museu da Informática”.
Foi possível ver, na nossa Biblioteca, todo o processo de computação: esquema de viagem que os dados fazem desde a sua introdução até à sua saída. Também espreitamos o “esqueleto” de um computador: estiveram expostas as peças que compõem um computador com a respectiva identificação.
Não faltaram os livros relacionados com o tema. A BEgas apresentou as seguintes sugestões de pesquisa: “Dicionário de Informática” (Publicações Dom Quixote), “Os meus Primeiros passos na Internet” (Edições Asa), e várias Enciclopédias que relatam curiosidades informáticas.

EXPOSIÇÃO: "DIA DA ÁGUA"


A BEgas recebeu mais uma interessante exposição no âmbito da comemoração do "Dia da Água". A actividade foi promovida pelo Curso Profissional Técnico de Termalismo (10ºD).
Na exposição os alunos descobriram a história de uma gota de água e a importância, para a humanidade, deste bem tão precioso. Também poderam ver a constituição de uma molécula de água (feita em plasticina) com mensagens sobre indicações terapêuticas de diversos tipos de águas minero-medicinais.





Vários livros foram destacados contribuindo para o enriquecimento do conhecimento sobre este tema, aqui ficam alguns exemplos:
"Sabes Porquê?" de Kathy Wollard (Por que cai a chuva em gotas e não a jorro?); "A Poluição" de Juan Senet (poluição das águas); "Dia do Mar" de Sophia de Mello Breyner Andersen (poemas), entre outros.
A professora Carla Pinto também apresentou algumas sugestões literárias: "As Gotinhas nas Termas das Caldas de S. Jorge" de Maria Gracinda Sousa e Isabel Pelaez e "Douro Memórias das Caldas de Aregos" de Paulo Sequeira e Pedro Ferreira.